«O Tesouro» de Eça de Queirós
 
TAREFA(S)

Vamos formar sete grupos de trabalhos.

Cada grupo será responsável pela execução da tarefa que consta do guião que lhe será previamente atribuído.

Em conjunto serão executadas diferentes tarefas que serão, posteriormente, apresentadas à turma.

PRIMEIRA TAREFA- GRUPO Nº1

1. ESTRUTURA/ACÇÃO

1.1. Delimita as seguintes partes da narrativa: a situação inicial (ou introdução), do desenvolvimento e o desenlace (ou conclusão).

1.2. Delimita agora os diversos momentos (ou sequências) que compõem o desenvolvimento.

1.3. Explica o modo de organização desses momentos (encadeamento? encaixe? alternância?).

1.4. Classifica o conto no que diz respeito à delimitação da acção (é uma narrativa fechada ou aberta?). Justifica.

 

SEGUNDA TAREFA- GRUPO Nº2

2.         PERSONAGENS

2.1. Indica as personagens intervenientes, referindo o relevo que têm na acção, o nome, o grau de parentesco e a condição social.

2.2. Que peças de vestuário das personagens são referidas nesse parágrafo?

2.3.  De que forma se alimentavam as personagens?

2.4.  Existe uma perfeita adequação entre a personalidade das personagens e o ambiente em que vivem. Explica porquê.

2.5. Faz a caracterização física e psicológica de cada personagem.

2.6.Que processo(s) utiliza o narrador para caracterizar as personagens? (caracterização directa ou indirecta).

 

 

 

TERCEIRA TAREFA- GRUPO Nº3

3. O TEMPO

3.1. Regista marcas de tempo cronológico, referindo o tempo que dura a acção do conto(, em que  estação e em que dia).

3.2. Que tempo histórico é sugerido? Justifica.

3.3. O tempo do discurso.

A/ A condensação de um tempo da história tão longo (presumivelmente três ou quatro meses) numa narrativa curta (conto) implica a utilização sistemática de um certo processo. Indica-o, relembrando-te que é o processo pelo qual o tempo do discurso é menor do que o tempo da história.

B/ É possível também identificar no texto um outro processo de redução do tempo da história, (eliminação, do discurso, de períodos mais ou menos longos da história). Identifica-o.

 

QUARTA TAREFA- GRUPO Nº4-

4.         O ESPAÇO

4.1.   Existe uma perfeita adequação entre a personalidade das personagens e o ambiente em que vivem. Explica.

4.2.  Especifica o espaço físico onde se desenrola a acção.

4.3.  Temos algumas passagens descritivas do espaço visto que se pretende acentuar as várias sensações. Faz um levantamento de palavras e expressões que evoquem essas diferentes sensações.

4.4. No fim da narrativa o ambiente que rodeia Rui parece acompanhar o seu sentimento de felicidade. Assinala frases que comprovem esta afirmação.

 

QUINTA TAREFA- GRUPO Nº5-

5.    O NARRADOR

5.1. Como caracterizas o narrador quanto à sua presença?

5.2. Que tipo de focalização predomina no conto: interna, externa ou omnisciente?

 

SEXTA TAREFA - GRUPO Nº6

6.    OS RECURSOS EXPRESSIVOS

Neste conto estão presentes muitos dos recursos expressivos habituais nos livros de Eça de Queirós. Vamos observar como este escritor trabalha a Língua Portuguesa para tornar mais expressiva.

 

6.1. Na caracterização das personagens são usados diferentes recursos literários.

A/ Identifica os dois adjectivos usados no primeiro parágrafo.

B/ Em que grau se encontram os adjectivos que indicaste?

C/Identifica também a comparação usada para caracterizar as personagens no final do segundo parágrafo.

6.2. Relê esta passagem:

Mas Guanes não se arredava do cofre, enrugado, desconfiado, puxando entre os dedos a pele negra do seu pescoço de grou. Por fim, brutalmente:

- Manos! O cofre tem três chaves... Eu quero fechar a minha fechadura e levar a minha chave!

- Também eu quero a minha, mil raios! - rugiu logo Rostabal.

Rui sorriu. Decerto, decerto! A cada dono do ouro cabia uma das chaves que o guardavam.

A/ Identifica, nesta passagem, dois modos de representação do discurso; o discurso directo e o discurso indirecto livre.

B/ Reescreve esta passagem, transformando:

              - O discurso directo em discurso indirecto;

              - O discurso indirecto livre em discurso directo.

 

6.3. Exemplifica a Utilização dos seguintes recursos expressivos:

  • Diferentes tipos de frase;
  • Interjeição/locução interjectiva;
  • Advérbio;
  • Comparação;
  • Personificação;
  • Metáfora;
  • Sinestesia.

 

SÉTIMA TAREFA - GRUPO Nº7

7. A SIMBOLOGIA / OS INDÍCIOS TRÁGICOS

7.1. Explica a carga simbólica do número três, do conteúdo do cofre (ouro) e do material de que é feito, das estações escolhidas (Inverno, a Primavera , o domingo).

7.2. A fonte desempenha várias funções ao longo da história. Indica-as.

 

A tragédia é anunciada antecipadamente por indícios, que as personagens ignoram, mas não passam despercebidos ao leitor atento.

7.3. Na primeira sequência, surgem vários indícios do que virá a passar-se mais tarde. Faz o levantamento daqueles que:

A/ Indicam o carácter violento das personagens (repara por

exemplo na escolha de alguns advérbios);

 B/ Apontam para a personalidade de Rui;

 C/ São indício claros de morte (atenta na cantiga de Guanes)

7.4. Indica um indício na parte II que poderá fornecer uma pista para o desenlace trágico da história.

   
   
Aventura na Web criada por Daniela Sousa com