Mudanças e tecnologia na Educação
 
INTRODUÇÃO
As tecnologias estão a cada dia mais presente em nosso cotidiano, trazendo consigo impactos de diversas naturezas em todas as áreas seja ela na saúde, esporte, lazer, administração e educação. As novas tecnologias proporcionam ao profissional em leque infinito de material, oportunidades para se trabalhar com educado, proporcionam a reflexão do professor a romper os velhos paradigmas da educação onde só o professor é detector do saber.As novas tecnologias oportunizam o saber e o aprender de maneira que todos possam explora em uma troca de conhecimentos, o professor aprende com seu educando e o educando aprende com o professor.Diniz, Paulo Ricardo Torres, 2010. p. coloca que:  A tecnologia quando bem aplicada possibilita, nos diversos setores da sociedade moderna, formas de progresso que rapidamente são absorvidos e propiciam novas oportunidades de crescimento e aprendizados.     Assim Para ter um melhor desenvolvimento e maior sucesso nas novas tecnologias e necessário que se possa proporcionar aos profissionais o conhecimento para que seja melhor aplicado.Pode-se dizer que o processo de Globalização da Economia Mundial interfere necessariamente na realidade educacional. Percebe-se que essa nova realidade propõe também uma maior valorização do desenvolvimento tecnológico, que se desponta e torna-se muito marcante no final do século XX. O computador começa a existir no dia-adia das pessoas, como o telefone, possibilita uma série de atividades comunicativas para o homem. Através dele, ele se informa, faz compras, comunica-se com outros por varios meios, visita bibliotecas e envia mensagens como se fosse pelo correio, é uma ifinidade de utlilizações. Sem contar na comunidade de tudo isso na pala da mão, atraves dos telefones. “A expansão da nova tecnologia da informática e dos seus desdobramentos – a teleinformática e a robótica – representa um salto qualitativo no processo evolutivo científico-técnico-produtivo da humanidade. Nos grupos sociais de centro, ocorrerá paralelamente ao progresso daquela o desenvolvimento sociocultural, o que atualmente não se observa nos grupos da periferia, onde, provavelmente, se agravará o hiato entre o desenvolvimento econômico e político-cultural.
Obviamente, não se trata ainda de uma passagem do simplesmente dramático ao profundamente trágico, mas o fenômeno assumirá esse caráter se não tomarmos conhecimento do descompasso entre os dois ritmos de desenvolvimento e não nos empenharmos na aceleração firme e conseqüente do desenvolvimento politíco-cultural. Isto equivale a dizer que, nos grupos da periferia, o processo de educação científico-técnico-econômico-produtiva precisa ser acompanhado de um vigoroso processo de educação sociocultural e, conseqüentemente, sociopolítica. Para esse fim, vemos como um espaço de ação viável do redimensionamento daquilo que se concebe como educação”. (BARROS: 1998, p. 26 - 27 ).
 As tecnologias que se viram impulsionadas por momentos históricos importantes, em que os homens provocam mudanças políticas, econômicas e sociais, têm grande impulso na atualidade. No entanto, apesar de aparentes transformações na sociedade provocadas por essa nova ordem mundial imposta pelos neoliberais, pode-se afirmar que tal processo expressa uma ideologia, aquela que representa os interesses dominantes.
   
   
Aventura na Web criada por Milena dos Santos Silva com